Sindicato dos Aeroviários no Estado de São Paulo
Quinta, 08 de dezembro de 2022

Restos de avião russo desaparecido na Indonésia são localizados; não há sinais de vida

10/05/2012

O avião Superjet 100 do construtor russo Soukhoi que desapareceu na quarta-feira (9) com cerca de 50 pessoas a bordo foi localizado nesta quinta (10) em uma região montanhosa ao sul de Jacarta, informou um porta-voz do Exército.

As equipes de emergência indonésias disseram nque chegaram ao local, mas encontraram apenas cadáveres e não havia sinais de vida, disse um porta-voz.

"Entramos no local (dos destroços). Não encontramos nada mais que cadáveres, mas não estamos em condições de dizer o número", declarou à imprensa Gagah Prakoso, porta-voz da Agência Nacional de Emergências. Perguntado sobre as chances de encontrar sobreviventes entre os cerca de 50 passageiros, o porta-voz respondeu: "o avião se chocou contra a encosta da montanha em alta velocidade. Imagine o resultado. O avião está totalmente destruído".

O Superjet 100, a esperança da aviação civil russa, fazia um voo de demonstração e desapareceu dos radares pouco antes das 15h locais (05h de Brasília) de quarta-feira sobre o monte Salak, de 2.211 metros de altitude, ao sul de Jacarta.

O Sukhoi levava 44 pessoas a bordo - oito membros da tripulação russa e 36 passageiros -, declarou à AFP Dmitry Solodov, assessor da embaixada russa em Jacarta. A embaixada da França disse que havia um francês a bordo.

O representante na Indonésia da Sukhoi afirmou, no entanto, que havia 50 pessoas a bordo, entre elas oito membros da tripulação, pilotos e engenheiros russos, assim como membros do construtor aéreo.

"Olhei para o céu e vi um grande avião branco um pouco acima da montanha", disse à AFP Juanda, de 41 anos, morador de Cidahu. "Movia-se da direita para a esquerda e depois desapareceu e ouvi como se fossem fogos de artifício".