Sindicato dos Aeroviários no Estado de São Paulo
Segunda, 18 de Outubro de 2021

China: US$ 1,47 tri em aeronaves nos próximos 20 anos

24/09/2021

O mercado de aviação da China criará uma demanda de novas aeronaves comerciais avaliada em US$ 1,47 trilhão nos próximos 20 anos, informou uma recente previsão de mercado da Boeing divulgada em Pequin.

A vitalidade econômica da China e a recuperação da demanda por viagens aéreas permitirão às companhias aéreas do país comprar cerca de 8.700 novas aeronaves no período de 2021-2040, segundo uma parte relacionada à China do relatório Perspectivas do Mercado Comercial 2021 da Boeing.

Ao longo de 20 anos, o mercado chinês receberá cerca de 6.500 aviões de corredor único e 1.850 aviões de fuselagem larga, mostrou a previsão anual de longo prazo do fabricante de aviões dos EUA para aviões comerciais e serviços.

“A rápida recuperação das viagens aéreas domésticas chinesas destaca a vitalidade econômica e a resiliência do país. Notavelmente, a demanda subjacente de viagens internacionais de longa distância e transporte de carga aérea impulsionará as entregas de aviões de fuselagem larga”, disse Richard Wynne, diretor de Marketing na China da Boeing Commercial Airplanes.

As entregas aeronaves de fuselagem larga, incluindo aeronaves de passageiros e de carga, respondem por 44% da demanda do mercado chinês em termos de valor, acrescentou Wynne.

Segundo a agência Xinhua, nos próximos 20 anos, a China também deve criar um mercado de serviços de aviação comercial avaliado em cerca de US$ 1,8 trilhão, mostrou a previsão. O setor de aviação da China continua sendo o segundo maior do mundo em termos de viagens de passageiros há 15 anos.

Graças à resiliência econômica do país e ao controle efetivo da pandemia, a China está liderando a indústria global de aviação civil na recuperação do impacto da Covid-19, de acordo com a Administração de Aviação Civil da China.