Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

06/07/2021

Mato Grosso do Sul lança pacote para impulsionar a retomada

Bruno-Wendling-presidente-da-Fundtur-MS

Bruno Wendling, presidente da Fundtur-MS

A vacinação tem avançado em todo o País, o que está gerando uma melhora nos indicadores (ainda altos) da pandemia no Brasil. Desta forma, os destinos começam a se preparar para uma retomada mais consistente. Trata-se, no entanto, de mais do que a volta do movimento e aumento do fluxo de visitantes, mas da reconstrução de um setor que sofreu muito durante a crise. E, por isso, a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS) está lançando o Retomada MS, que visa contribuir com as empresas do Turismo.

De acordo com o presidente do órgão, Bruno Wendling, o primeiro pilar do pacote é uma ajuda emergencial de seis meses às empresas. Segundo ele, será uma ajuda financeira no valor de R$ 1 mil e deve atingir, especialmente, guias de Turismo, bares e restaurantes, agentes, operadores, organizadores de eventos e ambulantes. Para os segmentos que são obrigados a ter Cadastur, ele será exigido. Outra regra é ter trabalhado pelo menos 12 meses antes da pandemia.

“Passamos meses trabalhando e informando o governo da necessidade de implantar um programa de socorro às empresas, além de, claro, o que estamos fazendo como fundação focado na retomada”, disse Wendling. “Construímos isso durante os últimos meses para ajudar as empresas do turismo que sofreram muito durante a crise”, complementou.

Outra ação que faz parte do pacote é referente ao ICMS de bares e restaurantes que são optantes do Simples. Eles tiveram a alíquota zerada até dezembro de 2022. Para as demais empresas, o imposto cai de 7 para 2%.

O terceiro ponto é acesso ao crédito. O governo do estado vai disponibilizar até R$ 30 mil de crédito às empresas tendo o próprio governo como avalista e a juros zero. “As empresas não precisará dar nenhuma garantia porque isso será feito pelo governo. Sabemos que muitas empresas vão precisar de alguns meses para respirar”, explicou.

MAIS AÇÕES

Wendling falou também das ações de promoção. Ele lembrou que neste ano a Fundação tem o seu maior orçamento dos últimos anos, sendo praticamente o dobro do ano passado. Entre as ações está a descentralização de R$ 4 milhões para apoiar eventos geradores de fluxo e novos produtos, sob responsabilidade de associações e das prefeituras.

Também para incentivar o setor de eventos será feita uma reforma orçada em R$ 5 milhões no Centro de Convenções de Campo Grande. “Este equipamento é um ícone e será revitalizado para ajudar o setor de eventos também”, explicou.

PROMOÇÃO

O órgão também lançará, em agosto, uma nova campanha de promoção para atrair visitantes. Wendling ressaltou que ela já estava pronta, mas estava aguardando o momento certo para ser lançada. Ela terá duas vertentes: uma voltada ao turismo regional, que já teve um aumento de 50% durante a pandemia, e uma outra para atrair visitantes nacionais e internacionais.

“Lançamos em agosto a campanha online e depois vai para televisão. Vamos apresentar também de forma presencial na Abav Expo para que as pessoas vejam nossas ações”, adiantou Bruno Wendling. “A campanha vem no sentido de ampliar essa demanda de turistas junto coma retomada”, complementou.

MAIS VOOS

Para dar suporte a um aumento no fluxo atual, a Fundação segue negociando com as companhias aéreas para aumentar as ligações com o destino. De acordo com Wendling, a ITA já confirmou que voará para o estado em 2022 a partir de Brasília e Cuiabá e que espera novos anúncios em breve. “Estamos negociando e em breve teremos anúncios importantes”, adiantou.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678