Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

05/07/2021

EUA vão propor reembolso para passageiros com atraso na restituição de bagagens

O Departamento de Transporte dos Estados Unidos (DOT) está propondo uma nova política para colocar parte do poder de volta nas mãos dos passageiros. Isto porque, a nova exigência obrigaria as companhias aéreas a reembolsar as taxas de bagagens despachadas se não as entregassem com agilidade suficiente aos clientes ao fim do trajeto.

baggage-reclaim-843x373-768x340

Reembolsos seriam necessários se uma companhia aérea não entregasse a bagagem despachada dentro de 12 horas após o pouso para voos domésticos ou dentro de 25 horas para voos internacionais

De acordo com a AP News, a agência publicará oficialmente a proposta nos próximos dias, depois de ter passado por um longo processo de estudo, que pode entrar em vigor no verão norte-americano de 2022. De acordo com a proposta, os reembolsos seriam necessários se uma companhia aérea não entregasse a bagagem despachada dentro de 12 horas após o pouso para voos domésticos ou dentro de 25 horas para voos internacionais.

Os regulamentos federais atuais apenas exigem que as companhias aéreas reembolsem os clientes se suas malas forem perdidas, e o governo não tem informações sobre a frequência com que as companhias aéreas simplesmente cobram pela taxa mesmo quando a bagagem foi extraviada e está atrasada.

Atualmente, a única condição em vigor nesses casos estabelece que as companhias aéreas devem compensar os clientes por despesas acessórias “razoáveis” enquanto a bagagem estiver atrasada. A proposta também estipula que as companhias aéreas sejam obrigadas a reembolsar prontamente os passageiros por extras, como acesso à internet a bordo, caso a companhia aérea deixe de fornecer esses serviços durante o voo.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678