Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

07/04/2021

91% dos viajantes usariam passaportes digitais de saúde

Um novo estudo encomendado pela Amadeus e realizado pelo Censuswide mostra que nove em cada dez (91%) dos consumidores pesquisados se sentiriam confortáveis em viajar usando um passaporte digital de saúde nas suas viagens futuras.

default (15)

O levantamento mostra também que mais de dois a cada cinco (41%) dos viajantes disseram que reservarão passagens internacionais nas primeiras seis semanas depois que as restrições de covid-19 forem suspensas, demonstrando que o apetite por viajar permanece alto.

Outro insight do estudo – que entrevistou 9.055 viajantes na França, Espanha, Alemanha, Índia, Emirados Árabes Unidos, Rússia, Cingapura, Reino Unido e Estados Unidos – mostrou que 93% dos participantes têm algum nível de preocupação sobre como seus dados serão guardados.

Quando perguntados sobre a receptividade de ter seus dados digitais de saúde armazenados e compartilhados, os resultados mostram:

  • Pouco menos de três quartos (74%) dos viajantes entrevistados estão propensos a ter seus dados de saúde para viagens armazenados eletronicamente se isso garantir que eles tenham maior agilidade nas checagens no aeroporto em comparação ao processo face to face
  • 72% dos viajantes estariam propensos a ter seus dados de saúde para viagens armazenados eletronicamente se isso permitir que eles viajem a mais destinos
  • 68% disseram que estariam mais propensos a compartilhar seus dados de saúde se as companhias aéreas com as quais eles voam frequentemente oferecerem uma forma de armazenar tais dados.


Embora a receptividade de compartilhar os dados seja alta, a indústria das viagens precisa considerar os temores dos viajantes quanto ao uso desses dados. Os três principais são:

  • Riscos de as informações pessoais serem hackeadas (38%)
  • Preocupações quanto à privacidade em relação a quais informações de saúde precisam ser compartilhadas (35%)
  • Falta de transparência e controle sobre onde os dados são armazenados (30%).

A pesquisa também explorou quais soluções podem mitigar tais temores, e os resultados mostraram:

  • 42% dos viajantes disseram que um aplicativo que pudesse ser usado em toda a viagem melhoraria sua experiência em geral e garantiria que os dados estão todos em um só lugar
  • 41% concordam que um aplicativo de viagens reduziria as preocupações referentes a viajar
  • 62% ficariam mais propensos de usar um app para armazenar seus dados de saúde se a empresa fornecedora do serviço tivesse uma parceria com uma respeitada companhia de saúde complementar.


Quando questionados sobre que tipo tecnologia aumentaria a confiança para viajar nos próximos 12 meses, as soluções móveis foram o destaque, sendo as três principais as seguintes:

  • Apps que enviem notificações e alertas durante a viagem (45%)
  • Pagamentos por celular (como Apple ou Google Pay, Paypal, Venmo) (44%)
  • Embarque por celular (exemplo: ter seu cartão de embarque em seu telefone) (43%)


“Não há dúvidas de que a covid-19 continuará a moldar a forma como viajaremos nos próximos meses, assim como influencia muitas outras áreas de nossas vidas. No entanto, embora ainda haja incertezas, pesquisas como essa reforçam meu otimismo de que construiremos viagens melhores do que antes. A colaboração entre governos e nosso setor é a chave para a retomada das viagens, e também respondermos às expectativas dos viajantes descritas nesta pesquisa, implantando a tecnologia certa para permitir uma jornada verdadeiramente conectada e touchless”, diz o presidente de Travel da Amadeus, Decius Valmorbida.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678