Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

11/12/2019

Bagagem de mão: o que pode e não pode levar?

Com a cobrança para despachar bagagem nas aeronaves, muitos viajantes têm optado pela bagagem de mão. O ponto que devemos esclarecer primeiramente é que as malas de mão têm diferentes regras para voos domésticos e internacionais.    

Nem todos os itens que são permitidos nos voos nacionais são autorizados nas aeronaves com destino ao exterior. É muito importante ressaltar que, por mais que exista uma regulamentação vigente, o agente de inspeção tem a prerrogativa de aprovar ou não o item que está na sua mala.

Dimensões da bagagem de mão?

Primeiramente, a mala tem que ter até 10 kg, com as dimensões máximas de 55 cm x 35 cm x 25 cm (altura, largura e comprimento), incluindo bolsos, rodas e alça.

 

As companhias estão autorizadas pela Anac a medirem as bagagens dos passageiros. O viajante também pode levar um artigo pessoal, como bolsa, mochila para notebook ou bolsa para bebê.

 

Esse limite de peso é uma decisão que objetiva a segurança dos passageiros. Além disso, não há espaço suficiente na cabine dos aviões para comportar malas com estas dimensões. E quando isso acontece, a companhia despacha gratuitamente a bagagem de mão do viajante.

O que pode ou não levar?

São inúmeros os itens que não são permitidos na mala de mão. Ela não pode conter, por exemplo, artigos classificados como perigosos, tais como dispositivos de alarme, armas portáteis, fogos de artíficio, entre outros. Esses itens sequer podem ser despachados nem por passageiros e nem por tripulantes.  

São perigosos porque podem por em risco a vida dos passageiros. Qualquer desrespeito às normas vigentes pode causar efeitos irreparáveis. Muitos acidentes em um passado não muito distante servem como base para que as regulamentações existam. E as diretrizes podem mudar, de acordo com a necessidade de alterações.      

1. Para bagagem de mão em voos domésticos, não são permitidos aerossóis e atomizadores, exceto os de uso médico ou de asseio pessoal, sem que exceda a quantidade de quatro frascos por pessoa e que o conteúdo, em cada frasco, seja inferior a 300 ml ou 300 g.

2. Para bagagem de mão em voos internacionais, todos os líquidos, inclusive gel, pasta, creme, aerossol e similares, devem ser acondicionados em frascos com capacidade de até 100 ml e colocados em embalagem plástica transparente, vedada, com capacidade máxima de 1 litro, não excedendo as dimensões de 20 x 20 cm. Líquidos em frascos acima de 100 ml não podem ser transportados, mesmo se o frasco estiver parcialmente cheio.

3. Bebidas alcoólicas, perfumes e colônias, desde que a capacidade de cada recipiente não exceda 0,5 litro/quilo e que a quantidade máxima por passageiro não ultrapasse 5 litros (essa regra não se aplica para bagagem de mão em voos internacionais).

4. A regulamentação também permite ao passageiro levar bolos, biscoitos, bolachas, salgadinhos, chocolate, barras de cereal, entre outros na bagagem de mão, tanto em voos nacionais quanto internacionais. 

5. Alvejantes líquidos de limpeza não são permitidos.

6. Artigos de higiene são autorizados na bagagem de mão.

7. Termômetro: sim, pode levar, mas apenas uma unidade por pessoa.

8. Medicamentos: sim, são autorizados o transporte, bem como agulhas e seringas.

9. Isqueiro: sim, mas há restrição de um par por pessoa e o objeto tem que ser menor que 8 cm.

10. Lâminas de barbear e martelos não são permitidos.

Para quem ainda tem dúvidas sobre quais itens são permitidos ou não na mala de mão, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disponibiliza uma página com todas essas informações. Para acessar, clique aqui. 

Na dúvida, a dica é consultar ainda as companhias aéreas e usar o bom senso na hora de preparar a mala de mão para a viagem. 

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678