Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

23/11/2019

Pernambuco se mostra para o mundo através do turismo

20191123110316771451u

O turismo é considerado um setor estratégico para a economia de Pernambuco e é visto com atenção dentro das políticas de atração de investimentos. Além da geração de emprego e renda para o estado, o resultado positivo também se reflete no crescente fluxo de turistas. O estado já recebeu quase cinco milhões de visitantes entre janeiro e setembro de 2019, um crescimento de 5,8% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo estudo do Setor de Estudos e Pesquisas da Empetur. E a expectativa para o futuro, não muito distante, é de impulsionar ainda mais o segmento, já que Pernambuco se mostra para o mundo nesta semana com o Visit. Pernambuco - Travel Show, evento que acontece em Porto de Galinhas a partir deste domingo até quarta-feira, com expectativa de gerar R$ 100 milhões em negócios para o estado.

O Visit. Pernambuco se mostra importante na busca por novos mercados, já que o turismo no estado, de uma forma geral, ainda é dependente de alguns mercados. O maior f luxo de visitantes no estado é de brasileiros, alcançando um percentual de 88,06%, contra 11,94% do exterior, segundo pesquisa da Empetur, que analisou o perfil dos turistas nos meses de janeiro e maio deste ano, considerados períodos de alta e baixa estação, respectivamente. Do Brasil, os pernambucanos lideram entre os turistas que visitam o estado, com 21,20%, seguidos dos paulistas (20,12%) e dos cariocas (9,35%). Já entre os estrangeiros, os argentinos lideram, com 51,53%, seguidos dos uruguaios (12,71%).
 
Apesar de gerar números positivos, a dependência pode afetar o turismo pernambucano em momentos que os principais mercados são afetados. “O mercado brasileiro, por exemplo, caiu um pouco depois do fim da operação da Avianca. Não por isso em si, até porque nosso hub é da Azul, mas o problema foi o pós, porque o preço das passagens aéreas ficou muito mais alto. Mas o impacto foi bem menor do que no mercado argentino, que sofre com as instabilidades política e econômica”, comenta Eduardo Tiburtius, presidente do Porto de Galinhas Convention.
INVESTIMENTOS
O evento chega para balizar políticas de incentivo ao turismo que são realizadas em Pernambuco. “O turismo em Pernambuco é um setor estratégico dentro do plano de ação de desenvolvimento econômico de Pernambuco. Ele é determinante na geração de empregos e de renda e tem sido colocado como prioridade nas políticas de atração de investimentos privados para o estado. Criamos uma Câmara Setorial do Turismo, um ambiente de diálogo e monitoramento direto com representantes do trade, para destravar quaisquer entraves nos negócios e fomentar as políticas de crescimento do setor”, afirma Bruno Schwambach, secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco.
 
Outro aspecto que também é trabalhado para alavancar o setor no estado é a atração de novos voos. Inclusive, a Aena Desarrolo Internacional SA, que adquiriu em leilão a concessão do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, já demonstrou interesse em atrair novas companhias aéreas para a capital pernambucana. “Atualmente, Pernambuco conta com quatro empresas estrangeiras operando no estado, que são TAP, Copa Airlines, Cabo Verde Airlines e Air Europa. Pesa a nosso favor o fato de a Aena ter relação com empresas aéreas, principalmente europeias, como a Globalia e outras, para fazer o Recife como destino e atrair novos voos diretos”, ressalta Rodrigo Novaes, secretário de Turismo de Pernambuco.

Porto em busca de novos mercados
Porto de Galinhas é um dos principais destinos indutores do turismo de Pernambuco, mas sofre as oscilações dos mercados que dominam o fluxo de visitantes para a praia do Litoral Sul, que recebe 1,2 milhão de turistas por ano. A maioria dos visitantes são brasileiros (79,10%), com destaque para paulistas (23,84). Os estrangeiros estão em menor proporção (20,90%), mas, entre eles, os argentinos lideram com folga, com 70,71%, segundo estudo do Setor de Estudos e Pesquisas da Empetur. Por isso, o trade turístico local enxerga a possibilidade de o Visit. Pernambuco resgatar antigos mercados e buscar novos como positiva, para não ficar dependendo da oscilação de mercados já consolidados. E o entusiasmo se justifica.
 
Entre os mercados externos, em maior proporção, a crise econômica e política na Argentina gerou reflexos no fluxo de turistas vindos de lá para Porto de Galinhas, com queda de 30% neste ano. “Em setembro do ano passado, teve a primeira desvalorização cambial forte, mas a nossa alta temporada já estava vendida. Quando saiu o resultado das eleições primárias, neste ano, que teve a segunda grande desvalorização cambial, ficou mais caro ainda viajar e sentimos essa redução”, explica Eduardo Tiburtius. Já no mercado interno, em menor proporção, a chegada das manchas de óleo às praias do Nordeste afetou o turismo local, porém menos do que se esperava.

“A gente achava que ia ter um número da cancelamentos muito grande, mas não aconteceu. A nossa janela de vendas acontece com três meses de antecedência e, quando estourou o problema do óleo, os turistas estavam comprando pacote para janeiro e Carnaval. A gente sentiu a diminuição das vendas naquele momento, uma semana a 10 dias de diminuição, mas já melhorou e, pelo tempo que temos pela frente, acreditamos que vai ser possível recuperar até lá”, complementa.

Expectativa de gerar R$ 100 milhões em novos negócios

De olho em novos mercados, principalmente internacionais, o Visit. Pernambuco - Travel Show vai reunir mais de 300 profissionais de turismo, entre operadores e fornecedores, para apresentar os potenciais turísticos não apenas de Porto de Galinhas, mas de Pernambuco como um todo. O evento acontece deste domingo até a próxima quarta-feira, no Centro de Convenções do Hotel Armação, e a programação conta com capacitações de destinos turísticos pernambucanos na parte da manhã e rodada de negócios à tarde. A expectativa é garantir um retorno financeiro de R$ 100 milhões.
 
ESTRANGEIROS
Segundo Eduardo Tiburtius, presidente do Porto de Galinhas Convention, uma sinalização do Sebrae foi o pontapé para dar início ao projeto do Visit. Pernambuco - Travel Show. “Em agosto deste ano o Sebrae sinalizou que tinha uma verba para fazer um evento e que poderia contribuir com as passagens áereas, trazendo operadores internacionais. A ideia era reunir representantes de destinos que já trabalhamos no passado, como Portugal e Espanha, que já tiveram seus momentos relevantes e hoje têm operação pequena, ou de novos mercados, como Hungria, Estados Unidos e Canadá, por exemplo”, explica.
 
O evento vai reunir operadores de 23 países e o objetivo é fortalecer ainda mais Pernambuco como destino. “Queremos conquistar mais mercados, ampliar um pouco e não ficar dependente”, afirma Eduardo Tiburtius. Já Brenda Silveira, diretora executiva do Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau, acredita que esta é uma forma de colocar o Nordeste na rota das operadoras. “É uma ótima iniciativa para trazer turistas estrangeiros para cá. As operadoras vendem o Brasil para o exterior e elas vendem muito o Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu e Manaus e queremos colocar o Nordeste no circuito”, pontua.
 
“Em agosto deste ano, o Sebrae sinalizou que tinha uma verba para fazer um evento e que poderia contribuir com as passagens áereas, trazendo operadores internacionais. A ideia era reunir representantes de destinos que já trabalhamos no passado”

Tecnologia ajuda transformação
A tecnologia tem transformado várias cadeias produtivas e também as formas de consumir e o turismo não escapa dessa transformação. Por conta disso, o Turismo Summit servirá como um palco voltado para inovação e conhecimento, evento que acontece em paralelo ao Visit. Pernambuco - Travel Show, no Centro de Convenções do Hotel Armação, em Porto de Galinhas. Voltado para profissionais da área que pretendem reciclar seus conhecimentos, serão dois dias de palestras, nestas segunda e terça-feira, sempre a partir das 14h, com temas sobre criatividade, futuro do turismo, gestão e vendas.
 
Para Mário Cesar Freitas, gestor do Sebrae e do projeto Investe Turismo em Pernambuco, a ideia surgiu da oportunidade de aproveitar a reunião do trade no Visit. Pernambuco para agregar ainda mais conteúdo. “As empresas já estarão no local conversando com os operadores nacionais e internacionais, já tem a agenda de visitas e as palestras e o Turismo Summit vai levar as reflexões e tendências de tudo que há de mais moderno no setor”, explica. Ele ressalta que a tecnologia e as novas formas de consumo têm impactado também o setor do turismo e, por isso, a importância das palestras sobre as inovações que estão transformando o setor. “As formas de comunicação com os clientes e de consumir estão mudando e a modernidade interfere no mundo dos negócios. Se antes a pessoa ia na agência de turismo fechar um pacote, hoje ela já chega com uma pesquisa feita ou procura quando tem alguma dificuldade com um voo mais complicado, por exemplo. Com a transformação digital, todo mundo faz tudo na palma da mão. O Turismo Summit vai trazer justamente essas novidades”, afirma Mário Cesar Freitas.
 
 
 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678