Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

29/10/2019

Neblina fecha aeroporto da capital que não opera por instrumentos

aeroporto-1-300x170

Uma neblina espessa e inesperada fechou o Aeroporto Internacional Jorge Teixeira, em Porto Velho, na madrugada desta terça-feira, 29, e acabou pousos e decolagens. De acordo com informações, o Aeroporto de Porto Velho não opera por instrumentos. A notícia pegou de surpresa centenas de passageiros que esperavam no terminal para seguir viagem. Voos com destinos a Porto Velho foram desviados para outros Aeroportos, como Manaus e Rio Branco. Alguns passageiros que esperavam para embarque no terminal estão sendo realocados em outros voos, assim que a neblina se dissipou. Outros desistiram e solicitaram remarcação ou reembolso.

Apesar de levar o nome de Aeroporto Internacional, o Jorge Teixeira está longe de ser um terminal que abrigará esses tipos de voos, pois falta estrutura e investimento. Frequentemente voos domésticos são cancelados, atrasados ou suspensos por conta de problemas técnicos.

O jornalista, ator e publicitário Geovani Berno era um dos passageiros que estavam no Aeroporto Jorge Teixeira para embarcar para o Rio Grande do Sul e teve seu voo cancelado. Com passagem marcada para Porto Alegre, de onde seguiria para Santa Maria onde participaria do velório e enterro de seu irmão, Berno não conseguiu embarcar. O voo disponibilizado para ele pela Latam sairia do Jorge Teixeira apenas às 18 horas. Os atos fúnebres aconteceram as 11 horas da manhã. Se tivesse conseguido embarcar, o ator chegaria as 8 horas da manhã ao seu destino e teria conseguido dar o último Adeus ao seu irmão.  

Nas redes sociais, Geovani escreveu “caos no aeroporto Jorge Teixeira em Porto Velho. A neblina fechou o aeroporto, pois não há instrumentos de orientação e com isso, todos os voos foram cancelados. Assim se desenvolve um Estado onde uma neblina para um modal de transporte… lastimável”, destacou.

Procurada pela reportagem do Diário da Amazônia on line, a Infraero não se manifestou sobre o incidente. As companhias aéreas estão prestando atendimento aos passageiros, tanto nos guichês quanto pela internet.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678