Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

11/07/2019

Passagens aéreas sobem 18,9% e fazem muita gente desistir das férias

img_797x448$2019_04_24_09_07_39_48484

As férias de julho chegaram com uma péssima notícia: a alta de 18,9% no preço das passagens aéreas, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de junho, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O aumento desencorajou muita gente a viajar no período.

Além da alta temporada, a saída da Avianca do mercado de aviação fez os preços dispararem. Dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), no mês passado, mostram que as passagens estão 30% mais caras. Entre os destinos nacionais mais procurados pelos brasilienses estão Fortaleza, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, São Paulo e Florianópolis.

Como a família do namorado mora em São Paulo, a estudante de direito Meire Odayke, 23 anos, planejava acompanhar o companheiro, que iria à capital paulista a trabalho, para visitar os parentes, mas desistiu, devido aos preços “exorbitantes”. “É uma ponte aérea que sempre fazemos, já que volta e meia ele viaja a São Paulo para trabalhar. Na semana passada, no entanto, ele foi sozinho. As passagens estavam muito caras”, lamentou.

Ela reclama do descaso das empresas aéreas, considerando que as regras vão contra o consumidor. “Ele acabou tendo uma reunião adiada e queria voltar antes do programado, mas só para fazer a alteração teria que pagar uma taxa de mais R$ 300 além do valor absurdo que já tinha pago pela passagem”. Segundo ela, o pior é que o voo original dele atrasou e ele teve que ir para Campinas para voltar. “Fora o valor exorbitante, é um abuso quando se pensa em contraprestação e qualidade de serviço, quando precisa de algum auxílio da empresa passa por constrangimentos”, afirmou.

O economista Leonardo Casson, do portal Melhores Destinos, dá dicas para evitar desistir da viagem de férias. “Se a pessoa não tiver destino específico, como em caso de visita a parentes, é bom considerar outras opções, capazes de proporcionar lazer nas férias dentro do orçamento. Dá para trocar destinos similares, como Salvador por Natal. Ficar sempre atento a promoções também é uma boa iniciativa”, aconselhou.

A estudante Gabriella Soares, 22 anos, tem o costume de viajar nas férias. Dessa vez, planejava ir com as amigas ao Rio de Janeiro, mas também acabou abrindo mão do destino. “Fui ver passagem para a semana do dia 15. Duas semanas antes olhei de manhã e o preço estava muito bom, em média de R$ 150 por trecho. Eu me animei, falei com as meninas para nos programarmos. De noite, quando decidimos comprar, a passagem estava quatro vezes mais cara”, reclamou.

“Eu prefiro ir de avião que é mais prático, economiza tempo e é mais seguro, mas está muito caro, não tem condições. E olha que a gente tem mania de olhar em sites de promoção ou de madrugada, a gente não pega qualquer um. Costumamos procurar mesmo”, disse. Gabriella conta que continuou procurando e acabou desistindo da viagem para o Rio. “Agora estamos vendo se ainda conseguimos algum outro lugar de praia com preço bom”, explicou.

Casson, do Melhores Destinos, recomenda que o planejamento e a compra das passagens sejam feitas 45 dias antes da viagem, mas o ideal é 60 dias de antecedência. “Muita gente fica esperando a promoção, só que ela acontece quando tem procura baixa. Agora, as companhias não têm incentivo para fazer promoção, cabe ao consumidor procurar com antecedência maior. Também é sempre bom não deixar de dar olhada o saldo de milhas e os pontos no cartão do programa de fidelidade, de repente juntando tudo dá para garantir a viagem.”, aconselhou.

O economista também apresenta como alternativa encurtar o tempo de viagem. “Assim você pode economizar na estadia, outra opção é adiar para fim do ano, diante da expectativa de que a oferta vai aumentar com companhias que já existem ou que podem entrar no mercado brasileiro.”

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678