Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

05/10/2018

Aéreas questionam horário de verão

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) emitiu ontem (04) uma nota posicionando-se contra a mudança da data de início do horário de verão. Segundo a entidade, pelo menos 3 milhões de passageiros, em 42 mil voos, serão afetados com o adiamento para o dia 18 de novembro.

“A mudança trará sérias consequências para o planejamento da operação aérea e, consequentemente, para os consumidores com volume expressivo de passageiros podendo perder voos adquiridos com antecedência”, afirmou a instituição também por meio de nota.

Por estas razões, a Abear solicitou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Secretaria de Aviação Civil (SAC), Casa Civil e ministérios dos Transportes e Minas e Energia a manutenção da data, solicitada para o dia 4 de novembro.

A associação afirmou ainda que a antecedência na definição do período do horário de verão seria fundamental para garantir o funcionamento do setor, tanto em voos domésticos quanto em voos internacionais. “Mudanças em curto período trazem riscos a toda a operação das companhias aéreas”, finalizou a Abear.

 

Motivo da mudança

A decisão do Governo Federal foi feita devido a data de início do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontecerá dentro de um mês. O dia da primeira prova coincidiria com a data até então prevista para o início do horário de verão.

O pedido foi encaminhado pelo Ministério da Educação à Presidência da República. As provas do Enem estão marcadas para os dias 4 e 11 de novembro em todo o país. A previsão é de que 5,5 milhões de estudantes participem.

Nas redes sociais, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, comemorou a mudança. “Candidatos terão mais tranquilidade para fazer as provas! Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria prejuízos aos participantes.”

Normalmente, a mudança ocorre em outubro, mas no final do ano passado, o presidente Michel Temer assinou decreto adiando o início para novembro. Também houve uma discussão em torno da alteração em decorrência do período eleitoral – o primeiro turno é no próximo domingo, 7, e o segundo dia 28.

 

 

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678