Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

14/03/2018

Cão morre após viajar em compartimento de avião

Cão morre após viajar em compartimento de avião

Um cão morreu durante um voo da companhia aérea United Airlines entre Houston e Nova Iorque, na segunda-feira (12), depois de uma assistente de bordo ter forçado a dona do animal a colocá-lo numa jaula no compartimento de bagagem do avião, que se situa acima dos assentos. A viagem durou três horas e meia e o animal não sobreviveu. A companhia já assumiu responsabilidades pelo sucedido. 

 

Outra passageira do avião, Maggie Gremminger, afirmou ao jornal "The Guardian" que a mulher queria ficar com o cão junto dela e das suas filhas, dentro de uma pequena mala debaixo do seu assento no avião, mas a assistente de bordo insistiu que este fosse retirado dali para um compartimento próprio.

"No final do voo, a mulher encontrou o seu cão já morto. Sentou-se no chão do corredor do avião chorando e todos os outros passageiros estavam chocados," como Gremminger conta numa série de tweets juntamente a foto da mulher e das suas filhas.

Segundo o relato de Gremminger, a aeromoça afirmou depois que não sabia que se tratava de um cachorro na jaula. No entanto, o passageiro que estava ao lado da dona do animal afirmou que ouvi a assistente dizer "você tem que colocar seu cachorro no compartimento de cima".

Em reação oficial, a United Airlines chamou o caso de "um trágico acidente nunca devia ter acontecido" e acrescentou que "os animais de estimação nunca devem ser colocados no compartimento para a bagagem do avião". 

A porta-voz da companhia aérea americana, Maggie Schmerin, garantiu que a United está investigando o caso e que os valores dos bilhetes e da multa da cabine do animal seriam devolvidos.

Esta não é a primeira vez que a United Airlines é criticada pelo seu tratamento aos animais. No ano passado, a companhia foi processada pelos donos de um coelho gigante que morreu durante um dos seus voos.

Até 2017, a United Airlines tinha o maior número de mortes de animais de qualquer companhia aérea americana, de acordo com dados do Departamento de Transporte americano (DOT), com 18 animais mortos e 13 feridos durantes os seus voos. No mesmo relatório, foram reportadas apenas mais seis mortes em todas as outras 16 companhias aéreas.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678