Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

15/01/2018

Após dois anos, Gol voltará em novembro a ter voos para os EUA

Quase dois anos depois de suspender seus voos para os EUA, a Gol vai retomar as rotas de Miami e Orlando no início de novembro.

Serão quatro operações diárias com partidas de Brasília e Fortaleza -cada origem com saídas para ambos os destinos americanos.

A Gol suspendeu as viagens para os EUA no início de 2016, num momento em que a crise abalava a demanda por passagens e as companhias aéreas tiveram de se adequar, reduzindo a oferta de assentos.

Em 2016, as companhias brasileiras e estrangeiras registraram uma queda de mais de 7% na oferta, diante de um recuo de quase 4% na demanda, segundo dados da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas).

No ano passado, a demanda pelos voos internacionais reagiu, com alta de 12,3% de janeiro a novembro ante o mesmo período de 2016.

Desde 2015, a Gol vem mudando sua malha aérea para expandir o centro de conexões de Brasília. Segundo a empresa, a escolha dos horários de saída do voos para os EUA foi pensada para viabilizar conexões de aproximadamente 30 origens por Brasília.

No aeroporto de Fortaleza, onde há poucos meses a Gol anunciou a criação de um centro de conexões com a parceria Air France KLM, será possível conectar passageiros de 13 destinos nos horários de voos determinados para Miami e Orlando.

Os novos voos, sem escala, serão operados com o Boeing-737 Max, aeronaves que a companhia começará a receber a partir de junho. Os voos suspensos em 2016 tinham parada na República Dominicana.

Há seis anos, a Gol -que nesta segunda (15) completa 17- tem uma parceria com a Delta Air Lines no Brasil. Hoje, elas ofertam voos compartilhados para cerca de 320 destinos em 60 países.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678