Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

12/01/2018

Redução de impostos nos EUA devem aumentar viagens corporativas, dizem analistas

Redução de impostos corporativos pode aumentar investimentos em gastos no setor

Um corte significativo nos impostos empresariais dos Estados Unidos, aprovado recentemente pelo governo do país, pode levar a um aumento de gastos corporativos e, por extensão, de viagens à negócios, segundo o Bank of America.


De acordo com um dos analistas do banco estadunidense, Andrew Didora, a redução no imposto corporativo deve ser especialmente benéfica para aéreas como American, United e Delta, que atendem mais diretamente clientes corporativos; aproximadamente dois terços das receitas obtidas pelas companhias provêm de viajantes de negócios.

"Nós vemos a reforma tributária como um ponto positivo significativo para as despesas corporativas - bancos, empresas de mídia e até mesmo as companhias aéreas deram US$ 1 mil de bônus a seus funcionários em decorrência do corte - e acreditamos que isso pode impulsionar um levantamento no lucro com viagens corporativas", explicou Didora.

A nova lei tributária dos EUA, aprovada em dezembro pelo Congresso americano e sancionada por Donald Trump, determinou o imposto corporativo em 21%, abaixo dos 35% anteriores, em um esforço para tornar o país mais competitivo a nível mundial. A lei deve liberar dinheiro em uma série de indústrias, incluindo financeiras.

Andrew Didora recomendou, por fim, que os investidores comprassem ações da American, United e Delta, prevendo um aumento das ações das três com a redução do imposto.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678