Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

21/11/2017

Australianos passarão a contar com visto eletrônico para visitarem o Brasil até o fim do ano

buffer-1143485_640

Os australianos com planos de vir ao Brasil serão os primeiros beneficiados pelo sistema de emissão de vistos eletrônicos, que o País começa a implementar. O coordenador-geral de Segmentos Turísticos da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Alexandre Nakagawa, junto ao ministro do Turismo, Marx Beltrão, esteve nesta sexta-feira (17) na Austrália para anunciar a medida que entrará em vigor até o final deste ano.

“O novo sistema vai facilitar a concessão da autorização para entrada no Brasil. Todo o processo, de solicitação, pagamento de taxas, análise, concessão e emissão será realizado pela internet, em até 72 horas. A facilitação da emissão dos vistos tem como objetivo reduzir a burocracia e, principalmente, alavancar a entrada de turistas estrangeiros no País”, destacou o coordenador da Embratur.

Nakagawa e o ministro Marx Beltrão fizeram o anúncio para a imprensa australiana. Além disso, ofereceram capacitação para agentes de viagens e operadores de turismo, com o objetivo de ampliar o conhecimento dos representantes do trade da Austrália sobre a oferta turística brasileira diversificada. Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, a adoção do visto eletrônico irá se somar a outras medidas que fazem parte do “Mais Turismo”, lançado pelo governo no primeiro trimestre deste ano, e que deverão “alavancar definitivamente o setor no Brasil, gerando muito mais emprego e renda”.

“O visto eletrônico para turistas australianos é o primeiro de uma série, que inclui Estados Unidos, segundo maior emissor de turistas estrangeiros, Canadá e Japão, é resultado de uma ação conjunta do MRE, MTur e Embratur, que abre caminhos para o aumento do número de voos e montagem de pacotes. Mas não são só turistas que virão para o nosso País. Haverá um aumento do comércio entre Brasil e essas nações. São essas pessoas, esse fluxo, que fortalecerão nossa internacionalização, que trarão os investimentos que tanto necessitamos, para beneficiar o futuro do Brasil e das novas gerações”, afirmou Lummertz.

O presidente da Embratur informou, ainda, que, com os vistos eletrônicos e medidas como a aprovação dos projetos de modificação da Lei Geral do Turismo pela Câmara, a permissão a abertura dos capitais das companhias aéreas e a transformação da Embratur em um serviço social autônomo. “O Brasil passará a viver um ciclo positivo, alavancado pelo turismo”, completou Lummertz.

De acordo com a OMT (Organização Mundial do Turismo), a projeção é de aumentar em até 25% ao ano o fluxo de visitantes e injetar R$ 1,4 bi na economia brasileira com a medida de facilitação.

Adotada durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, a flexibilização de vistos beneficiou 74% dos 163 mil turistas de Austrália, Canadá, EUA e Japão. Eles deixaram mais de US$ 167 milhões na economia nacional. Mais de 85% desses visitantes disseram que a manutenção do benefício facilitaria o retorno deles.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678