Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

07/09/2017

República Dominicana transfere 7 mil turistas devido à passagem de furacão

Cerca de 7,5 mil turistas foram levados, como medida preventiva, desde vários complexos hoteleiros de Samaná, Punta Cana e Puerto Plata para hotéis em Santo Domingo e Santiago, por causa da passagem do furacão Irma, de categoria 5, informaram nesta quinta-feira (7) as autoridades. A informação é da Agência EFE.

Os turistas estavam em hotéis do leste e nordeste do país, a zona mais afetada pelo furacão, e foram levados nas últimas horas a outras hospedagens em Santo Domingo, bem como em Santiago, explicou à imprensa o diretor do Corpo Especializado de Segurança Turística (Cestur), Juan Carlos Torres.
 
Por outro lado, a Associação de Hotéis e Turismo da República Dominicana (Asonahores) afirmou que, por enquanto, não foram registrados danos importantes na indústria turística nacional.
 
Nos complexos hoteleiros, a maioria deles situados em Punta Cana, Puerto Plata, Samaná e Santo Domingo, foram ativados os protocolos de segurança e prevenção e tudo está sob controle, segundo explicou hoje à Agência EFE um porta-voz do Ministério de Turismo.
Várias companhias aéreas reprogramaram seus voos na República Dominicana para atender aos turistas perante a passagem de Irma pelo país, enquanto cerca de 100 voos foram cancelados desde e para vários aeroportos internacionais do país, que, no entanto, continuam operando.
 
A indústria turística é a principal fonte de investimentos da República Dominicana, onde a chegada de turistas cresceu 5,9% entre janeiro e julho deste ano.
 
O olho do furacão Irma se moverá hoje sobre o norte do litoral de La Española (República Dominicana e Haiti) e o sudeste das Bahamas, após ter passado por Porto Rico, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, por sua sigla em inglês) dos EUA.
 
Segundo o boletim do NHC, o sistema está a 125 quilômetros de Puerto Plata (República Dominicana) e a 190 quilômetros ao sudeste da Grande Turca (Ilhas Turcos e Caicos).
 
O Escritório Nacional de Meteorologia dominicano mantém um aviso de furacão desde Cabo Engaño, próximo a Punta Cana, até a Baía de Manzanillo (Montecristi), todo o litoral do norte do país, e um aviso de condições de tempestade tropical desde Cabo Engaõo até Pedernales.
 

Alerta vermelho

A República Dominicana ampliou de 17 para 24 o número de províncias em alerta vermelho, e mantém cinco em amarelo e três em verde, por causa da ameaça do poderoso furacão Irma, que passa agora em frente ao litoral norte do país.
 
Em uma coletiva de imprensa, o diretor do Centro de Operações de Emergência (COE) , Juan Manuel Santos, alertou que o olho do furacão está muito ao norte do país, a precaução deve ser mantida.
 
Santos também explicou que se decidiu aumentar para vermelho o alerta em algumas províncias porque quando Irma estiver próximo às ilhas Turks e Caicos, "o fenômeno vai abranger praticamente todo o território nacional" e pode provocar inundações.
 
O diretor do COE disse que há dez comunidades isoladas e 2.055 casas afetadas, bem como 4.281 evacuados que foram levados para abrigos, enquanto que 2.526 pessoas estão em casas de familiares.
 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678