Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Notícias

31/08/2017

Air China reclama de vistos negadospelos EUA a chineses

Companhia aérea pode reduzir capacidade

Desde o início do governo Trump em janeiro, a Air China tem observado uma redução significativa na demanda por voos norte-americanos e pode reduzir a capacidade para o destino. “Se isso continuar, vamos ter que fazer alguma coisa”, disse o vice-presidente e gerente geral para a América do Norte da Air China, Zhihang Chi, durante reunião da Aviation Forecast Summit em Las Vegas, Estados Unidos.


O executivo revelou, durante entrevista, que a companhia aérea acredita que essa diminuição notável está relacionada ao número de chineses que tiveram vistos negados. Outro problema, segundo ele, é que chineses que moram nos Estados Unidos estão evitando passar férias na China para evitar possíveis incômodos pelos oficiais de fronteira ao retornar.

Autoridades estadunidenses não compartilharam os números de negativas, mas a companhia aérea estima que 15% a 16% dos potenciais viajantes não conseguem aprovação – ante 10% do governo Obama, segundo Zhihang. Essa estimativa é possível porque a Air China permite o cancelamento de bilhetes para os passageiros que não recebem os vistos.

“O problema com o visto é de particular preocupação para mim porque as pessoas têm uma escolha”, disse Chi. “Eles querem vir, mas se eles não podem, eles vão para outro lugar”, desabafou.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678