Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Jurídico

25/09/2012

Justiça concede R$ 500 mi em bens de Canhedo a ex-Vasp

 

A Justiça do Trabalho decidiu entregar ontem (24) para os antigos trabalhadores da Vasp a holding de Wagner Canhedo para quitar dívidas trabalhistas.
 
A holding, a Expresso Brasília, controla bens avaliados em cerca de R$ 500 milhões, diz o advogado Carlos Duque Estrada Jr. Holding é um tipo de sociedade que controla um grupo de empresas.
 
"É a primeira vez na história que a Justiça entrega o controle de uma holding para os funcionários numa ação trabalhista", diz Duque Estrada, que representa o Sindicato dos Aeroviários do Estado de São Paulo na ação.
 
A dívida da Vasp com seus antigos funcionários é de R$ 1 bilhão, segundo dados homologados pela Justiça do Trabalho. A empresa tinha 4.200 empregados, aproximadamente.
 
A Vasp teve a sua falência decretada em 4 de setembro de 2008. Desde 2005, porém, estava sob intervenção da Justiça do Trabalho por não pagar seus funcionários.
 
Canhedo havia comprado a companhia em 1990 do governo do Estado de São Paulo. Pagou US$ 53 milhões.
 
A decisão da entrega da holding aos funcionários é do juiz Fábio Augusto Branda. Canhedo pode recorrer.
 
A holding Expresso Brasília tem 94% das cotas de uma distribuidora de combustível de Canhedo, a Wadel, e 99% das ações de duas fazendas, a Rio Verde e a Santa Luzia. As fazendas são avaliadas em R$ 180 milhões e R$ 200 milhões, respectivamente, segundo o advogado. Elas têm 100 mil cabeças de gado.
 
A transportadora de combustível, a Wadel, está em recuperação judicial. Foi uma manobra, de acordo com Duque Estrada, para evitar que a empresa fosse tomada na ação trabalhista.
 
O sindicato não tem uma avaliação da transportadora, mas estima que ela tem dezenas de caminhões e imóveis.
 
A ação do sindicato contra a Vasp já conseguiu arrecadar R$ 430 milhões. O maior valor arrecadado foi com a venda da fazenda Piratininga, por R$ 310 milhões.
 
Oficialmente, a decisão diz que as cotas da holding valem R$ 62,4 milhões. Duque Estrada diz que o valor está muito abaixo do real para pagar menos imposto de renda.
 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678