Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Imprensa Sindical

25/02/2014

VAI DECOLAR A CAMPANHA SALARIAL DOS AEROVIÁRIOS

O Sindicato dos Aeroviários no Estado de São Paulo está concluindo a pauta de reivindicações a ser apresentada para o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias. A data-base da categoria é 1º de dezembro e historicamente as campanhas salariais dos trabalhadores na aviação repercutem muito, pelo fato de ocorrerem num momento de enorme procura pelo transporte aéreo, que é o final do ano.

Os aeroviários do estado de São Paulo, comandados pelo presidente Mandú, estão em plena mobilização e organização da categoria, visando às conquistas econômicas, de forma que os trabalhadores sejam recompensados pelo alto nível de profissionalismo, com que tem atendido à expressiva demanda de passageiros.

A demanda do transporte aéreo de passageiros tem crescido ano após ano. O dólar, moeda que parametriza a maior parte dos custos das empresas, tem apresentado estabilidade, num patamar razoável, se comparado com níveis históricos. Desde há muito tempo, as empresas passaram a ter substanciais economias com o serviço de bordo. Ao contrário de idos tempos, vivemos a “era das bolachinhas” e das “barrinhas de cereais”, as quais, diga-se de passagem, também evaporaram. Atualmente, as empresas aéreas transformaram o serviço de bordo em fonte extra de receita. Quem quiser comer algo a bordo, tem de pagar pelo serviço. Também passaram a faturar com a rígida cobrança pelo excesso de bagagem.

Os velhos tempos da rigidez tarifária deram vez às flexibilizações, permitindo que as empresas trabalhem com promoções, que ensejam a utilização plena dos assentos, garantindo que as aeronaves voem com o máximo de assentos ocupados. Isto significa que atingido o “ponto de equilíbrio”, se possa faturar algo além, na linha do “que vier é lucro”. Além do transporte de passageiros, as empresas têm faturado muito com o transporte de cargas, à medida que a economia brasileira, apesar do

cenário de crise internacional, mostra-se aquecida, sendo um mercado consumidor disputado por todo mundo.

A demanda doméstica do transporte aéreo de passageiros cresceu 7% no primeiro semestre de 2012, na comparação com igual período do ano passado. Apenas em junho, a demanda avançou 11%, na mesma base de comparação. As informações foram divulgadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A demanda do transporte aéreo internacional, por sua vez, avançou 3,11% em junho, enquanto a oferta cresceu 1,01%. De janeiro a junho, a demanda cresceu 1,15%. Já a oferta diminuiu 1,87%.

Esta demanda expressiva será impulsionada, já a partir de 2013, pelos grandes eventos esportivos que tomarão conta do Brasil até 2016. O primeiro grande acontecimento será a Copa das Confederações, que mobilizará todo o país, aumentando ainda mais a demanda do transporte aéreo.

Visando aperfeiçoar a prestação de serviços aos passageiros, a Secretaria Nacional de Aviação Civil está implementando vários programas de qualidade, dentre os quais o de “eficiência operacional”, estabelecendo tempos e métodos para o atendimento aos usuários, com metas que abrangem desde o check-in até a entrega das bagagens, no término dos voos.

A mão-de-obra da aviação, apesar de altamente qualificada, não tem tido o reconhecimento merecido. É neste contexto que o Sindicato dos Aeroviários no Estado de São Paulo conduzirá a Campanha Salarial 2012: cobrando das empresas a contrapartida ao profissionalismo e extrema dedicação com que os aeroviários têm respondido às atuais demandas, que só tenderão a aumentar.

Mandú, presidente do SAESP, pondera que os patrões precisam entender a seguinte lógica:

MAIS TRABALHO = MAIOR REMUNERAÇÃO.

MAIORES AS EXIGÊNCIAS = MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO

“É neste contexto que os aeroviários partirão rumo à Campanha Salarial, conscientes de sua importância profissional e da necessidade de serem reconhecidos pelas empresas. Ao sindicato caberá organizar e mobilizar a

categoria, o que será fundamental para atingirmos os objetivos de melhorarmos as condições econômicas e financeiras dos trabalhadores, para que todos possam ter a plenitude da dignidade humana. É por isto que ao longo deste ano, em nossa campanha de sindicalização, adotamos o lema: AEROVIÁRIO SINDICALIZADO É CIDADÃO RESPEITADO!”,

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678