Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Espaço Mulher

02/06/2017

Parte pescoço a rir-se de anedota

Monique Jeffrey, de Melbourne, na Austrália, sentiu uma forte dor no pescoço quando estava no trabalho mas limitou-se a relatar a lesão ao marido por SMS. Momentos depois, a mulher de 33 anos estava com colegas de trabalho quando, ao rir-se de uma piada, partiu o pescoço. Esta foi a segunda vez que Monique sofreu a mesma lesão, causada por econtecimentos insólitos: da primeira vez tinha espirrado. Em 2012 a australiana estava deitada com o filho bebé nos braços. Espirrou de repente e , com a força do espirro, uma das vertebras colapsou sob outra, causando pequenas uma pequena fissura. A mulher ficou imediatamente incapaz de se mexer e com dores lancinantes. Conseguiu apenas escrever ‘Ajuda’ no telemóvel e enviar uma mensagem ao marido. Seguiram-se 14 longas semanas de recuperação, com um colar cervical aparafusado ao crânio para lhe realinhar a coluna vertebral. Miraculosamente recuperou. Agora, cinco anos depois, Monique volta a viver o mesmo pesadelo. "Espreguicei-me à secretária e senti uma picada no pescoço, mas conseguia-me mexer, por isso não liguei. Depois, enquanto me ria da piada de um colega voltou a acontecer. A minha cabeça ficou presa, dobrada num ângulo estranho para o lado direito, como da primeira vez. Percebi logo o que era. Os meus colegas entraram em pânico e chamaram logo uma ambulância", conta Monique. Lesão nas mesmas vértebras Após uma série de exames, os médicos descobriram que Monique tinha voltado a lesionar-se nas mesmas duas vértebras, que apresentavam pequenas fraturas. Ficaram muito surpreendidos e disseram-lhe que nunca tinham visto nada igual. Monique está agora em casa, novamente com um colar cervical específico, a recuperar. O risco de voltar a partir o pescoço é muito alto. "Depois de recuperar vou fazer muita fisioterapia para reforçar os músculos do pescoço. A partir de agora nada de dar gargalhadas descontroladas e tenho que controlar os espirros. Não quero voltar a passar por isto", conclui a australiana.


 

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678