Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Espaço Mulher

28/11/2016

Corpo de empresária que morreu após cirurgias plásticas é velado

O corpo da empresária Michelle de Souza Pires, de 30 anos, que morreu menos de 36 horas após passar por cirurgias plásticas, é velado na manhã desta segunda-feira (28) no Velório Municipal de Morrinhos, no sul goiano. O enterro está previsto para as 10h no Cemitério São Miguel.

Michelle morreu no domingo (27) em Goiânia, onde realizou uma abdominoplastia e uma lipoaspiração, mas morava em Morrinhos. Por isso, o corpo dela foi levado à cidade, que fica a cerca de 130 km da capital.

De acordo com a ex-sogra da vítima, Maria Clara Pires, Michelle saiu do centro cirúrgico do Hospital Buriti às 20h de sexta-feira (25) e recebeu alta médica às 13h do dia seguinte, quando foi para o apartamento da ex-sogra. A empresária morreu por volta das 5h de domingo na residência, que fica no Centro da capital.

O ex-cunhado da vítima, o microempreendedor Lucas Paulo Pires Silva, acredita que o médico responsável pelo procedimento foi negligente.

“Nos exames que ela fez deu um pouco de anemia e o médico disse que não tinha problema. Ela sempre quis fazer e convenceu a mãe. Ela terminou a cirurgia na sexta umas 20h, e o médico liberou no sábado umas 13h. Ela foi liberada muito cedo, ela deveria ter ficado mais em acompanhamento já que fez a plástica”, disse Silva.

De acordo com as testemunhas, Michele reclamou de sentir falta de ar e de fadiga. A ex- sogra e a irmã dela tentaram socorrê-la.

“Minha mãe e minha tia tentaram ligar para o médico, mas não conseguiram. Depois chamou o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência]. A Michelle já estava indo a óbito, minha mãe fez massagem cardíaca uns 15 minutos até o Samu chegar. O Samu tentou reanimar, mas não conseguiu”, relatou Silva.

G1 entrou em contato, por telefone, às 11h de domingo com profissionais do Hospital Buriti, mas não obteve um retorno sobre o caso até a publicação desta reportagem.

Investigação
A morte de Michelle foi registrada na Central de Flagrantes da Polícia Civil. De acordo com o boletim de ocorrência, a causa da morte está a esclarecer. Ela deixa dois filhos, sendo um de 10 e outro de 4 anos.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) informou que "tomou conhecimento desta morte pela imprensa e vai apurar o caso".

Hospital Buriti, Goiânia, Goiás (Foto: Marianna Pinheiro/ TV Anhanguera)
Família diz que Michelle passou por cirurgia no Hospital Buriti (Foto: Marianna Pinheiro/ TV Anhanguera)
 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678