Newsletter
Cadastre-se e receba nossas informações
Nome
E-mail
Digite o código abaixo
 
 
Redes Sociais
   
 
Filiado à
 
 
 

Espaço Mulher

27/01/2016

Mulher elimina gordura da comida e perde 15 quilos em 3 meses, em GO

A gerente comercial Dalilla Carvalho conseguiu perder 15 quilos em três meses sem usar nem óleo nem açúcar na alimentação. Ela mora em Goiânia e seguiu uma dieta de um médico francês. O regime é dividido em três fases: em cada uma delas há uma lista do que pode comer e dos alimentos proibidos. O que era para ser algo temporário, apenas para perder o peso, hoje faz parte da rotina da família.

“Na minha casa não fazemos fritura, não utilizamos óleo, gordura. Refrigerante, quando é consumido, porque a gente evita, é o zero açúcar”, contou.

O Jornal Anhanguera 1ª edição exibe esta semana a série Brigando com a Balança, com reportagens que trazem histórias de pessoas que conseguiram perder peso.

Apesar da mudança de hábito, a mulher afirma que não deixou de comer doce e que reforçou a proteína na rotina alimentar da família.

“Eu tento sempre fazer um doce usando adoçante. Muito consumo de proteína, a gente diminuiu o carboidrato”, contou.

De acordo com a nutricionista Poliane Reis, muitos alimentos podem ser substituídos, mas não É recomendável fazer a troca em todas as refeições. Um dos exemplos que ela dá o do pão, que pode ser substituído pela tapioca. “Como ela é muito saudável, sem glúten, ela evita reserva abdominal  de gordura, bem melhor que o pão”, afirma.

Apesar disso, ela atenta para a necessidade de se ter outros auxiliadores na alimentação. “Em excesso pode fazer mal. É preciso ter cuidado pra não substituir todas as refeições. É preciso ter um equilíbrio ao longo do dia”, recomenda.

Além da tapioca, outro alimento recomendado por Poliane é a batata doce, que, segundo ela, é uma das comidas que mais podem beneficiar a saúde. “Ela é um alimento riquíssimo em vitaminas A, C e E, que são antioxidantes, anti-inflamatório”.

Balança
O aparelho que pode indicar se as pessoas estão acima ou abaixo do peso assusta muitas pessoas. O feirante Dino Gomes diz que pesava 72 quilos quando era solteiro e pensava que estava pesando 86 kg. Porém, ao subir na balança teve uma surpresa, engordou 3 kg e está pesando 89 kg. Ele apresenta uma justificativa “A comida da mulher é gostosa demais”, brinca.

Depois de ser avaliado pelo professor de educação física Wellington Córtes, o feirante descobriu estava 12kg acima do recomendado. Para Wellington o grande problema é a gordura abdominal.

“Nós temos a relação cintura quadril. Essa gordura localizada abdominal pode interferir diretamente no acometimento de doenças não transmissíveis; diabetes, hipertensão, doenças cardíacas e até o acometimento de câncer”, afirmou.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), 56,9% dos brasileiros estão acima do peso.

 
 
Parceiros
SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS NO ESTADO DE SÃO PAULO
Av. Washington Luis, 6979 - Santo Amaro - CEP 04627-005 - São Paulo / SP
Fone (11) 5536-4678